Posts tagged “realidades

Lambe-Botas

corpos descalçados anunciam os sexos.

confessadamente!

e não há reconhecimento
…ou qualquer pudor em disfarce.

são as línguas que perfazem as faces,
desvirtuando o colo da sociedade,
onde a languidez errante da adulação,
nutrida em baba ressequida,
expressa sons sem tons.

nem o olhar tem voz!

porém,
quando as botas são mimadas,
em lambidelas ferozes e bafos sôfregos,
não existe realidade amarga.

há melhor do que uma língua sem boca?

in Sons Urbanos

Anúncios

Máscaras

the gloaming

the gloaming by Ileana Cozanziana

 

ah! o imenso da possibilidade.

quantas rotas em tormentas?
quantas máscaras desejadas?

sucumbes à pressão dos momentos.

nada se transfigura nos espelhos,
e todos os dias és
mais do que a soma das tuas partes.

às vezes, os mares da realidade assim obrigam.

é nessas águas que também somos humanos.

 

in Interlúdios da Certeza

 

 


en_CRUZ_ilhadas

Crossroad

.

a obliquidade do olhar apaga-se.

no i_manifestado dos cruzamentos
os celeiros são amarelos!

e no acontecer
do deserto branco de coral,
trocam-se flores nos tabuleiros xadrezes.

só as torres de ébano tocam o Céu!

 .

in Interlúdios da Certeza


Liberdade

Sao Pedro 06, originally uploaded by vfswa.

A liberdade,
é um acto humano
de um estatuto divino.

Daí
que não seja uma perfeição.
Pois
quantas vezes não é regida pela emoção.

Mas Deus, Deus não é só razão.

Limites?
Apenas uma ténue delimitação.
Eu e tu,
uma difícil divisão.

Liberdade,
implica escolher, implica acção.
Traduz consequências,
e pede decisão.

Justas,
para nos elevarem acima da nossa condição.

in Deuses, Homens e o Universo


Cosmos de cristal

Lágrimas de cristal, originally uploaded by sylvinwonderland.

 

somos no meio das infinitudes.
diferentes, distantes,
mas convergidos na existência.

somos Cosmos, vizinhos,
em casulos de moldes disjuntos
pela metamorfose da energia.

somos matéria moldada nas eras,
entregue aos filamentos do tempo.

 

somos lágrimas em Cristal …

– todavia ausentes –

… nas índoles do todo.


Percepções

capacidade de orientação no vazio?
breve ilusão carnal.

solidão plena no todo?
certeza circunstancial.

sou homem!

julgo-o?


Hélice Azul

Propeller, Ierapetra, originally uploaded by vfswa.

Em Ierapetra, Creta,
um veio de propulsão
e força,
jaz agora no chão.

Seca e desprovida
prossegue ainda,
e ainda bela,
no desterro da vida
de um exílio imerecido.

Retirada,
por um qualquer motivo
sem razão aparente em azul pintada,
decora a entrada da esquadra,
uma hélice,
                          amortecida.

Comovida,
pela minha entrega a tanta beleza,
permite-me um breve olhar
                                                          ao horizonte profundo
das rotas percorridas no mar dos Deuses,
                                                                               seu mundo.
 
Uma hélice azul,
jaz,
         amputada,
                                 no chão.

Moribunda!
                          Sem vida?

in Geografia e Outras Circunstâncias