Posts tagged “felicidade

outro momento


the time machine., originally uploaded by shaman..

 

e se te disser que a terra é curva?
que o planeta é plano?

rasgarás os dias?
desfolharás o calendário?

só os números se sucedem sucedâneos,
entregues a uma contagem condicionada,
onde,
solto da gravidade,
se sente o fio da existência.

havendo medidas,
terá sempre que se desfraldar um recomeço.

nas espirais do tempo rege a ilusão das metas, mas nada deixa de fluir.

um passo termina,
outro momento acontece.

e festeja-se!

Anúncios

Acontece Poesia


Beyond The Sea, originally uploaded by Bill Adams.

 

Acontece poesia em ti
sempre que olhas,
afirmando uma vida pulsante,
magnífica,
como
o cintilar das Estrelas no céu,
o resplendor brilhante do Sol
nos teus doces
e meigos olhos.

Acontece poesia em ti
sempre que ris,
criando umas curvas no rosto,
sensuais,
como
os campos de searas ao vento,
as ondas nas águas de um lago
ao sabor da quente
e harmoniosa aragem do Verão.
 
Acontece poesia em ti
sempre que andas,
alimentando o nascer de sentimentos,
sinceros,
como
o delicado desabrochar de uma flor,
o despontar do amanhecer da vida
no enternecido ser
do meu coração.

Assim,
quando
eternamente te penso,
te sinto,
te vivo,
por fim
acontece também
poesia em mim.

in 30 Mensagens de Amor e 1 Recordação


Sina


The Low Road, originally uploaded by Philippe Sainte-Laudy.

 

todo o percurso é um rascunho
que se executa na sensação do decorrer,
uma tentativa em exultação.

é normal o acontecer das camadas,
o renovar da tez,
no desperdício dos instantes.

só a mão cria o vazio do além,
num suspiro transpirado
que cede à sede do apelo:
irás descansar!

mas caminhamos a desejar o inverso do sentido,
num sentido que se versa aos pés.

e o véu lúgubre não é ilusão.
é a promessa do renascer.

eis porque o sonambulismo inflama a chama do que se fez!
eis porque se aguarda o paraíso!

 


Sou Amor

 

 

Resplandeces no meu coração.

És carinho,
                       ternura
                                         e humanidade.
E eu,
tocado por ti,
sou.

Sou ser e querer.

Sou amor!

 

in √81 = IX ?


Vivência de Amor

Ser,
                         estar,
                                                     permanecer.
Na vida,
                          no coração,
                                                     na memória.

De alguém!
Não quem
ou ninguém.
Tu.
E eu,
por me saber teu,
ao dar-te,

momentos,
                         gestos,
                                                    sentimentos.
Felicidade,
                         recordação,
                                                    e saudade,

tenho uma vivência de amor.

 

in 30 Mensagens de Amor e Uma Recordação


Duas Flores

 

Sempre,
que tenho o prazer
de com a natureza te alegrar,
pelo mesmo motivo,
fico triste
e contente.

 

Não interessa onde vá procurar!

 

Tenho a certeza
que nunca irei encontrar
uma flor,
tão bela como tu.

 

 

in 30 Mensagens de Amor e Uma Recordação


Essência

205, originally uploaded by vfswa.

 

És o orvalho que me refresca no Verão
e o sol que me aquece no Inverno.
És a surpresa constante nos meus dias
e a certeza presente nas minhas noites.

És a visão da ilusão realizada
na realidade dos sonhos sonhada.
És o suspiro vivente no ar que respiro,
o mais completo porto de abrigo.

És o mar da minha alma,
as águas calmas onde repouso.
És o horizonte a alcançar
nas rotas que desejo vagar.

É por ti,
em ti
e para ti
que eu me atrevo, que eu me ouso.
És o universo que sempre pretendi!

 

in 30 Mensagens de Amor e Uma Recordação


Ana e os Sóis Interiores

dandelion blue, originally uploaded by Emily Quinton.

 

[para a minha filha Ana, que nasceu hoje! (18/Jan/2009)]

 

Deixei a vida de escravo para ir trabalhar para o campo.

Foi uma decisão tomada num impulso momentâneo. Que surpreendeu toda a gente! Era um dos que tinham capacidade produtiva, sendo, por isso, considerado valioso. Isto apesar de sempre ter sido sonhador. Apenas a minha mulher me apoiou.
         
Mas os sonhos concretizam-se quando a semente germina. E o futuro vinha aí. Uma filha aproximava-se!
         
Alguns amigos, bastante curiosos, perguntavam-me:
– Que vais fazer para o campo? Nada percebes de agricultura.          

E eu sempre respondia:
– Vou plantar dentes-de-leão azuis! Vou crescer vida! Vou ser feliz!
– Dentes-de-leão azuis!? – Retorquiam – Mas estás doido? Isso não existe! Ao menos, planta algo que te dê pão.

Mas eu não ouvi. Limitei-me a persistir.

Foi num pequeno planalto, protegido pelos braços dos montes e que logo pela manhã era acarinhado pelos raios de luz, que decidimos semear os nossos sonhos. E instalamo-nos numa pequena casinha de madeira.

Passados uns meses, as cegonhas cor-de-rosa chegaram. A Ana nasceu e a nossa família cresceu. Para agradecer a bênção recebida, plantamos uma romãzeira ao lado da casa. Aí, mais tarde, colocar-se-ia um baloiço para a nossa filha voar.

A chegada da Ana renovou a nossa esperança e reforçou o carinho com que tratávamos a terra.

A nossa filha foi crescendo e amava a terra. Tinha uma ligação especial com a romãzeira, que tratava por irmã. Deliciava-se com as nossas histórias e vibrava com os dentes-de-leão azuis.

Mas o tempo foi passando e nada de dentes-de-leão. Muito menos azuis.

Avizinhavam-se novas mudanças e decisões eram necessárias. Numa noite, após o jantar, disse à minha mulher:
– Querida, a nossa filha vai para a escola e necessitará de mais apoio e de material escolar. Até hoje mantivemos o terreno dos dentes-de-leão livre, mas se calhar chegou a hora de isso mudar. Que achas?

A Ana, que ouvia a conversa, agarrou-nos as mãos e, levando-nos até ao campo vazio, disse:
– Pai, Mãe, não desistam. Aqui haverá sóis interiores! – e libertou, sobre o lugar dos nossos sonhos, as lágrimas que tinha no rosto.

Comovidos, pegamos na nossa filha e, sem nada dizer, confortamo-la no nosso abraço e, fomos dormir.

Talvez fosse mero acaso, talvez fosse pelas lágrimas. Mas, no dia seguinte, os dentes-de-leão floriram azuis.

Ah! Eram qualquer coisa de fantástico. De noite, faziam a aurora sorrir. De dia, entoavam as melodias do vento.

Tinham características especiais. Pois nascidos do amor, quando colhidos com ternura, libertavam o pólen da luz e o calor da renovação. Eram, tal como a Ana havia dito, autênticos sóis interiores.

Em pouco tempo, éramos notícia internacional. E eram tantas, as pessoas que os queriam ver e comprar.
No entanto, a Ana dizia:
– Não são para vender. São para oferecer aos que necessitam de sonhos.

 


União


Union, originally uploaded by LilyShewan.

 

Eu?
Eu sou eu
por tu seres.

Sou!
Sou tu e eu,
sou nós.

Serei,
por ti,
nunca mais
só eu.

 

in 30 Mensagens de Amor e Uma Recordação


Plenitude

Candle Time Panorama by Prozac74

 

Estivemos num momento.
                                                    Breve.
                                                    Fugaz.
                                                                   Um segundo.

Não fui capaz.
E assim
                       estou aqui,
                       profundo,
                                            a pensar em ti.

Sim,
podia não te dar o mundo,
mas ajudar-te-ia a preencher o universo.

                                                                      Mesmo num momento,
                                                                      mesmo por um segundo.

 

in 30 Mensagens de Amor e 1 Recordação


Repto

Milky Way, originally uploaded by Philippe Sainte-Laudy.

 

Se eu pudesse,
pela divina Estrada de Santiago caminhar.
Ou,
por outro lado voltar,
pela Via Láctea ficar,
e,
ao sabor dos ventos solares
surfar,
por entre as ondas do sol
velejar.

 

Se eu pudesse
lágrimas num universo
soltar,
por elas,
um milhão de estrelas cadentes libertar
e,
talvez – quem sabe – o coração desse ser
conquistar.

 

Se eu pudesse
sob a aurora boreal
dançar.
Ou,
no seio de uma nebulosa mergulhar,
e
no meu coração tal
instante segurar.

 

Se
eu pudesse
explorar,
até onde DEUS me quisesse
ou,
Ele me deixasse
chegar.

 

Mas,
mesmo que eu pudesse
tudo isto alcançar
nada,
mas mesmo nada, disto teria
amor.
E nunca, nunca, seria
criar
se,
por meu repto,
eu não te tivesse.

 

in 30 Mensagens de Amor e 1 Recordação

 


Momentos

DSCF4201, originally uploaded by EMEFOTO.

 

Adoráveis,
Bonitos,
Coloridos,
Distintos,
Especiais,
Fabulosos,
Galvanizantes,
Honestos,
Intemporais,
Jubilosos,
Livres,
Mágicos,
Novos,
Opulentos,
Partilhados,
Queridos,
Responsáveis,
Sinceros,
Tentadores,
Únicos,
Variados,
Xpto’s,
Zodiacais.

És uma sucessão de momentos inesquecíveis!

 

in 30 Mensagens de Amor e Uma Recordação


Ser Amado

Amo ser amado.
Porque ser sem ser amado
não é ser,

é ser sem viver.

Amo a dor do amor.
Porque amor sem dor,
não é amor,

é sentimento sem fulgor.

Amo o teu respirar.
Porque respirar sem o teu respirar,
não é respirar,

é expirar o respirar.

Só,

amo,
sinto
e sou,

ao ser amado por ti.

in 30 Mensagens de Amor e uma Recordação


És Tu


First Kiss, originally uploaded by LilyShewan.
 

És tu.
Nós, vai acontecer.
É forte demais para mim
e intenso demais para ti.
A sedução,
o desejo,
a tentação,
o prazer,
a sensação.
E o medo?
Medo de ser verdade.
Que esta atracção
que não cessa de existir
continue permanentemente a crescer.
Querer.
Ai meu Deus,
que vontade de te ter.
Como descrever,
o que pode realmente haver.
Pelo viver?
Pelo sentir?
Não tenho dúvidas.
És tu,
o meu ser.

 

in 30 Mensagens de Amor e Uma Recordação


Penso em ti

Penso em ti
e parece
que tudo aquilo que é
e não é
acontece,
existe
e permanece.
Simples
e selvagem,
tal e qual a natureza
plena de sensação,
cuja mensagem
perfumada em pureza
é uma visão
de tanta beleza,
que o meu ser
agradece
esta tua dádiva
que a minha vida
enriquece,
e o Meu Teu
enaltece.

in 30 Mensagens de Amor e Uma Recordação


Imortalidade

Sabes?
Sou uma alma simples.
E tu?

Sabes?
A simplicidade é a base da imortalidade.
E o seu sustento,
pode muito bem ser a amizade.

Por isso,
entrelaçado contigo,
anseio
que essa simplicidade
apareça
e
que a imortalidade
aconteça.


Hélice Azul

Propeller, Ierapetra, originally uploaded by vfswa.

Em Ierapetra, Creta,
um veio de propulsão
e força,
jaz agora no chão.

Seca e desprovida
prossegue ainda,
e ainda bela,
no desterro da vida
de um exílio imerecido.

Retirada,
por um qualquer motivo
sem razão aparente em azul pintada,
decora a entrada da esquadra,
uma hélice,
                          amortecida.

Comovida,
pela minha entrega a tanta beleza,
permite-me um breve olhar
                                                          ao horizonte profundo
das rotas percorridas no mar dos Deuses,
                                                                               seu mundo.
 
Uma hélice azul,
jaz,
         amputada,
                                 no chão.

Moribunda!
                          Sem vida?

in Geografia e Outras Circunstâncias


Certeza

Procurar!
Às vezes,
o tempo
de uma existência
não é suficiente.

Encontrar!
Noutras,
o que foi
uma busca incessante
num instante,
é certeza.

Sabes porque serias feliz comigo?
Porque eu seria feliz contigo.

in 30 Mensagens de Amor e Uma Recordação