Perguntas

Silouette, originally uploaded by Bruehl, Holly.

 

 

Olhava para ti
rendido,
quando após um suspiro,
sentido,
perguntaste:
Que queres de mim?

Explorar – Respondi.
Quero explorar
a tua presença,
a tua amizade,
as tuas palavras,
o teu sorriso…
Quero o universo do teu ser,
conhecer.

Para assim,
com uma pequena parte de mim,
o preencher.

 

in 30 Poemas de Amor e Um de Recordação
Especial Dia dos Namorados

13 responses

  1. Maria Lessa

    Belo. Simplesmente belo.

    Fevereiro 13, 2012 às 23:37

  2. inatngivel

    Tão lindo, Vicente!

    Além da poesia há uma chama de um cavalheiro que já não existe nos rempos modernos.

    Parabéns! Belo, belo!

    Beijos

    Mirze

    Fevereiro 14, 2012 às 08:08

  3. EME

    Porque as palavras vestem o sentir com elegância.
    Lindíssimo Vicente.
    Um abraço.

    Fevereiro 14, 2012 às 10:42

  4. Um abraço, Vicente.

    E bom Dia do Amor para ti!
    Jorge

    Fevereiro 14, 2012 às 12:04

  5. pé lindissimo este seu poema , parabéns, abraço , hélio

    Fevereiro 14, 2012 às 13:38

  6. Joana Maria-Lobo

    Poucas são as nossas hipóteses de apreciarmos o que é verdadeiramente belo, a nossa vida é apenas um fotograma no filme cósmico, (Carl Sagan) o espectro de luz visível que nos foi concedido também é tremendamende limitado, a nossa sensibilidade está embutida e contrariada por problemas materiais, estamos numa adolescencia tecnológica que só agora nos permite aperceber do infinito oceano que é o Universo, dominamos uma matemática e uma física primitivas e temos limitações de todo o género. Apesar de tudo isso, permita Vicente que lhe diga que o seu poema é muito belo. Obrigada

    Fevereiro 14, 2012 às 14:00

  7. Maria José Fabião

    Lindo, Lindo, cada vez mais belo!

    Adorei. É sempre com muito prazer que o leio.

    Continue!!! Bj.

    Fevereiro 14, 2012 às 16:13

  8. Maria Antónia Anacleto

    Li e reli…apetece-me ler sempre o que escreves, Vicente. Adoro este poema. Viveria o resto da minha vida a ler poemas teus. Beijos.

    Fevereiro 15, 2012 às 01:16

  9. Eugénio Vieira

    Parabéns amigo Vicente, excelente poema carregado e de sentimento e emoção.
    Um abraço.

    Fevereiro 15, 2012 às 16:10

  10. Fantástico e com tanto conteúdo…

    Serenos sorrisos

    Fevereiro 15, 2012 às 22:15

  11. Micas

    Esse poema, esse poema …
    Ia tão bem, tão cândido, tão profundo e, de repente, eis que sai da cartola do autor um certo pedaço para preencher o universo de outro ser…
    Hum, não me junto aos elogios desfiados.
    Questão de gostos ou de desgostos.

    Fevereiro 15, 2012 às 22:59

  12. Tia

    Gssto do que escreves muito.
    Das palavras ,do sentido e profundidade das mesmas e até do ritmo que elas causam.
    Um beijo

    Fevereiro 16, 2012 às 00:07

  13. Maria Ana

    Delicado nas palavras, intenso no sentimento. Muito bonito.

    Março 5, 2012 às 12:58

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s