Estética


Sunflowers, originally uploaded by Eric E Haas.

 

“A beleza é a expressão do infinito no finito” – Schelling

Arte,
ciência e religião
são grandezas numa dimensão superior.
Manifestações individualizadas pelo colectivo particular.

O valor da pureza inteligível,
o estádio supremo da estética,
os limites a atingir,
são o Bem e a Verdade.

Eis onde o individual se funde no contínuo!
Eis onde o todo é compreendido!

in Metafísica [Poética]

 

9 responses

  1. Elsa

    Um dos meus preferidos da tua obra.
    A Estética como expressão máxima dA Razão.Em Kant, a universalidade da Razão atinge o seu limite na contemplação do Belo.Em mim,como ser individual, está a presença da Universalidade.
    Soberba a forma como, em palavras, transmites isto.
    Bem haja por escreveres assim
    EME

    Março 6, 2011 às 21:50

  2. Concordo em absoluto!

    O Bem e a Verdade são o estádio supremo da estética.

    Paulo

    Março 6, 2011 às 23:57

  3. Fantástico, Vicente!

    Tão óbvio que quase nunca pensamos. Sua poesia enaltece e mostra o verdadeiro caminho.

    Diziam que estética não se ensina. Nasce-se com ela.

    Eis um caminho.

    Parabéns!

    Beijos

    Mirze

    Março 7, 2011 às 00:03

  4. Maria Antónia Moreira Anacleto Pereira Leite

    Arte. Ciência e Religião. Grandezas numa dimensão superior.
    Eis onde o todo é compreendido…
    O bem e a Verdade. Um beijo, Vicente

    Março 7, 2011 às 00:14

  5. Glória Pereira

    O Bem e a Verdade… pena que não se possam encontrar sempre nas relações humanas…
    Parabéns por tudo o que escreve! Ainda que só por acaso me tenha cruzado consigo, graças à candidatura de Fernando Nobre. Talvez não tenha sido por acaso!
    Glória Pereira

    Março 7, 2011 às 13:36

  6. Sublime e suprema a sua poesia, Vicente Ferreira da Silva. Um misto de mística e de realidade, entre o bem e o mal.
    Uma vénia poeta.
    Saudações poéticas

    Março 7, 2011 às 16:26

  7. Artur

    Estas palavras são reveladoras do tipo de pessoa que é e dos princípios que regem a sua vida.

    Cruvo-me!

    Março 9, 2011 às 15:23

  8. EME

    Se fosse uma flor só poderia ser esta”…eis onde o todo é compreendido!
    A Estética como expressão máxima da Identidade .
    Um abraço

    Abril 1, 2011 às 21:58

  9. Olá, Vicente!
    Gostei muito deste poema e tomei aliberdade de o partilhar no Facebook! Abraço
    Joaquim do Carmo

    Julho 8, 2013 às 12:05

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s