O infinito precisa de dois

Infinite Moment

Infinite Moment, originally uploaded by Accretion Point

 

no ondular da brisa
moldam-se as curvas das dunas.

frescuras diárias.
breves afagos.
verbos soltos.

e assim escorre o relógio da vida.

o infinito precisa de dois.

 

in √81 = IX ?

13 responses

  1. Às vezes precisa de mais.
    Abração

    Novembro 23, 2008 às 03:20

  2. Leves e breves os seus versos, Vicente. Suntuosos como as ondas e/ou curvas descritas…

    Abraços,

    H.F.

    Novembro 23, 2008 às 03:44

  3. se a Matemática não fosse uma das minhas negações…………!

    .
    um beijo

    Novembro 24, 2008 às 13:57

  4. The silence and the time of winds are always invites to the remain.

    Para mim, a sua poesia alcança a medida certa. Uma boa experiência.

    Novembro 24, 2008 às 14:46

  5. grão

    indi

    visível

    a

    existência

    Novembro 24, 2008 às 19:17

  6. ID

    Belo afago!

    Novembro 26, 2008 às 00:29

  7. maria toscano

    sim, precisa: do múltiplo, do in-fixo, do mutável, do recrEável, do emBelezável, de dois porque não linear embora Uno. GraTa por ler este (entre outros dos) seu(s) Textos-Poemas. mt

    Dezembro 1, 2008 às 01:21

  8. Andei por aqui a dar uma volta e apreciei a escrita.

    Mas tive dificuldade em cá chegar.
    Agora, foi…

    Quanto ao que pergunta sobre o meu livro, neste momento está apenas planeado o lançamento em Lisboa.
    Vou fazer um post, com os pormenores.

    Bem gostaria de ir até aí!
    Talvez no próximo, que não deve andar longe…

    Obrigado pelo seu interesse.

    Cumprimentos

    Dezembro 2, 2008 às 04:34

  9. Vicente!

    Sim, concordo com seu pensamento poético.

    O infinito e o horizonte, alcançável por poetas como você, em sua visão plena, não pode ser uno. Há de ter uma multiplicidade. No mínimo dois no relógio da vida.

    Fantástico e profundo!

    Parabéns, poeta!

    Beijos

    Mirze

    Setembro 9, 2010 às 11:10

  10. I

    Nova verdade universal.

    Setembro 9, 2010 às 15:06

  11. pin gente

    para que seja o ínicío

    belo, vicente!

    Setembro 10, 2010 às 21:43

  12. Maria Antónia Moreira Anacleto Pereira Leite

    O relógio vai puxando o tempo e o tempo para a Eternidade….
    O Infinito precisa de dois…
    Gosto muito, Vicente.

    Setembro 11, 2010 às 14:56

  13. Não sei se serão mesmo dois ou mais. Na verdade, precisa-se sempre do Outro.
    Abraço, Vicente.

    Setembro 15, 2010 às 04:17

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s