Ternura Azul


Silver moon, originally uploaded by Spy to die 4.

 

depois do fragor do ruído
a memória da conquista é breve.

sobra a espuma nas conchas
em momento de nudez
                                                     luar.

ondas lisas em prata
no silêncio do mar.

nesse sonho repousa o búzio,
em teu nome,

murmúrio.

7 responses

  1. deve ser bom ouvir um nome de quem se gosta no interior secreto de um búzio…🙂 beijo*

    Janeiro 27, 2010 às 20:28

  2. em teu nome digo

    [voz]

    jorge vicente

    Janeiro 28, 2010 às 01:43

  3. ~pi

    azul-azul-voz

    [de luar-luna,

    ~

    Janeiro 29, 2010 às 20:00

  4. Uma ternura azul, ouvir búzios, se for a voz amada, tanto melhor se faz essa viagem poética!

    Vicente, Infinitamente BELO!

    Murmúrio!

    Beijos

    Mirse

    Janeiro 29, 2010 às 23:38

  5. era um bater
    delírio
    no desbaste da maré

    depois vasante
    nudez da noite
    murmúrio cansado
    sobre a prata

    o repouso
    do teu nome
    ___ sono das águas.

    ______

    e um olhar de lua

    Fevereiro 1, 2010 às 22:46

  6. Tão terno, tão silencioso, trouxe paz.

    Abraço.

    PAZ e LUZ

    Fevereiro 2, 2010 às 01:25

  7. Simplesmente … veludo!

    Fevereiro 8, 2010 às 14:47

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s