Gostava

Gostava de permanecer
na inocência
                          da ignorância.

Gostava de conservar,
intacta,
                 a beleza da infância.

De não crescer!

Para me manter,
puro e livre,
solto da natureza
pleno na obra do Criador.

Gostava que a viagem
regressasse à origem.

Para me perder
no seio de seu favor.

in Espelhos e outras Faces

2 responses

  1. Que desejo bonito!

    Setembro 8, 2008 às 17:16

  2. um prazer esta leitura distanciada
    ___________ JRmarto

    Outubro 4, 2008 às 15:36

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s